ESCOLA DIGITAL NO 1º PERÍODO MAS SEM DATA MARCADA


O programa Escola Digital, destinado a alunos e professores das escolas públicas, vai disponibilizar os primeiros 100 mil computadores "já no 1.º período letivo", priorizando os estudantes mais carenciados, anunciou na sexta-feira o Ministério da Educação, sem, no entanto, comprometer-se com uma data específica.





Numa nota à comunicação social, o Ministério refere que "a primeira fase do processo de universalização da escola digital está em curso", contando, "já no 1.º período letivo, com a disponibilização dos primeiros cem mil computadores".





Segundo a nota, que não precisa datas para a entrega dos computadores, "a prioridade de fornecimento dos primeiros equipamentos são os alunos abrangidos por apoios no âmbito da Ação Social Escolar".





A tutela adianta que os computadores têm "tipologia diferenciada por ciclo de ensino e acesso à Internet por banda larga móvel".





O programa Escola Digital, que inclui a distribuição de computadores a alunos e professores, a capacitação de docentes e a disponibilização de "recursos pedagógicos digitais", será cumprido "de forma faseada", tendo como meta chegar a "todos os alunos e docentes das escolas públicas".





O investimento estipulado para o programa, que visa a "universalização da escola digital", é de 400 milhões de euros.





O Ministério da Educação adianta que encetou outras medidas, como o diagnóstico do nível de competência dos professores, "que permitirá direcionar o programa para a sua formação e capacitação", a formação de formadores, para "capacitar um elevado número de professores", a criação de planos de transição digital para cada agrupamento de escolas e um programa-piloto de desmaterialização de manuais escolares.





As escolas públicas têm cerca de 1,2 milhões de alunos que, em março, deixaram ter aulas presenciais devido à evolução da pandemia da covid-19. Apenas os alunos dos 11º e 12º anos do ensino secundário regressaram à escola, em maio, para se prepararem para os exames nacionais de acesso à universidade.





O ensino à distância veio revelar que havia uma percentagem de estudantes que não acompanhava devidamente as aulas por falta de equipamentos ou de rede.





Subsiste, no entanto, a hipótese de as escolas terem de avançar para o ensino misto ou mesmo à distância, dependendo estas medidas do eventual aparecimento de casos de infeção de covid-19 entre a comunidade escolar.





A Confederação Nacional das Associações de Pais defende que os equipamentos devem pertencer às escolas e estar disponíveis em caso de necessidade.





Rádio Comercial


/* Button Night Mode*/ .btn-nightmode{position:fixed;float:left;z-index:99;bottom:20px;left:20px;font-size:15px;padding:10px;border-radius:50%;background:#00A3FE;text-align:center} .btn-nightmode svg{width:24px;height:24px;vertical-align: -5px;background-repeat: no-repeat !important;content: ''} .btn-nightmode svg path{fill:#fff} .check {display: none} .btn-nightmode .iconmode .openmode{display:block} .btn-nightmode .iconmode .closemode{display:none} .btn-nightmode .check:checked ~ .iconmode .openmode{display:none} .btn-nightmode .check:checked ~ .iconmode .closemode{display:block} /* Night Mode */ .Night{background:#202124;color:rgba(255,255,255,.9)} .Night blockquote,.Night kbd{background:#17181a;color:rgba(255,255,255,.9)}

+ Sobre Educação

Este blog foi criado por um aluno do Ensino Básico, com objetivo de informar e ajudar a comunidade educativa, partilhando opiniões, notícias e materiais de apoio. Este espaço foi criado a 17 de julho de 2020, durante as férias de verão. Esta casa tem vindo a crescer dia-a-dia e espero ficar aqui durante longos anos. facebook blogger

Enviar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de Contacto