PEV quer audiência do ministro da Educação sobre regresso às aulas



A urgência do PEV da audição de Tiago Brandão Rodrigues é explicada pelo facto de professores e alunos retomarem, já na segunda-feira, as aulas à distância, devido à pandemia de covid-19, e após uma pausa letiva de duas semanas.

Em comunicado, o PEV argumentou que professores e educadores "não estão contemplados no grupo de trabalhadores de serviços essenciais", e assim "impedidos de recorrer às creches e escolas de acolhimento", sem poder também, "beneficiar dos apoios de assistência à família, por estarem em teletrabalho".

Os Verdes alegaram ainda que os docentes, e respetivos cônjuges, não podem "beneficiar de qualquer medida de apoio e acompanhamento de filhos menores de 12 anos", dado que a legislação em vigor, "estando um dos elementos do casal em teletrabalho", impede que o outro fique em casa para apoio aos filhos.

Na audição, ainda sem data marcada, os deputados do PEV pretendem ouvir que soluções tem o ministro para a situação dos professores em dificuldade de gerir as aulas em teletrabalho e o apoio aos filhos, e para que "o normal desenvolvimento da atividade letiva, no modelo de ensino à distância cause o menor impacto negativo possível nos alunos e nas suas aprendizagens".

Fonte: PEV quer audiência do ministro da Educação sobre regresso às aulas (noticiasaominuto.com)

+ Sobre Educação

Este blog foi criado por um aluno do Ensino Básico, com objetivo de informar e ajudar a comunidade educativa, partilhando opiniões, notícias e materiais de apoio. Este espaço foi criado a 17 de julho de 2020, durante as férias de verão. Esta casa tem vindo a crescer dia-a-dia e espero ficar aqui durante longos anos. facebook blogger

Enviar um comentário

Todos os comentários, são sujeitos a moderação.

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Formulário de Contacto