Costa não dá como certo regresso às aulas presenciais a 10 de janeiro (há dois dias o Governo deu outra garantia)


 O primeiro-ministro não dá como garantido que o regresso às aulas presenciais aconteça mesmo no dia 10 de janeiro, como está previsto. Em breves declarações à CNN Portugal, à margem do debate com Jerónimo de Sousa, António Costa diz que o Governo vai esperar pelos especialistas para decidir o que é melhor. 

"Vamos ouvir a avaliação dos especialistas e a perspetiva que têm da evolução da pandemia. Esperemos que essa evolução nos permita manter o calendário como previsto das escolas poderem reabrir", afirmou. O primeiro-ministro referia-se ao encontro com especialistas marcado para esta quarta-feira no Infarmed.

As palavras do primeiro-ministro surgem dois dias depois de o secretário de Estado Adjunto e da Saúde ter recusado um adiamento do regresso às aulas presenciais. Na segunda-feira, António Lacerda Sales afastou a hipótese de novo adiamento por causa da covid-19. Agora, António Costa é mais cauteloso.

FONTE: CNN

André Rodrigues

Este blog foi criado por um aluno do Ensino Básico, com objetivo de informar e ajudar a comunidade educativa, partilhando opiniões, notícias e materiais de apoio. Este espaço foi criado a 17 de julho de 2020, durante as férias de verão. Esta casa tem vindo a crescer dia-a-dia e espero ficar aqui durante longos anos. Sou estudante e no futuro pretendo ser professor. facebook blogger

Enviar um comentário

Todos os comentários, são sujeitos a moderação.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de Contacto