O sistema de ensino: visões e propostas para melhoramento - Francisco Nascimento

Como aluno, concordo plenamente, com esta opinião e mais não adianto, pois, em breve irá sair um texto opinião sobre o sistema de ensino português. Fiquem atentos.


O sistema de ensino: visões e propostas para melhoramento – Observador

Talvez por essa razão tenhamos a “geração mais qualificada de sempre” e não vejamos resultados práticos na evolução do nosso país. Talvez por essa razão sejamos tão desconhecedores sobre a forma como funciona a sociedade em que nos inserimos.

Como é possível que não sejamos ensinados na escola sobre a forma como a sociedade funciona, nomeadamente capitalismo, que é, goste-se ou não, o sistema em que vivemos?

Não é plausível que tenhamos 12 anos seguidos de algumas disciplinas e que não tenhamos outras que nos preparariam noutras vertentes importantíssimas da vida, como o cultivo do espiríto crítico, o direito, a política ou a educação financeira.

A minha tese é a de que existem disciplinas que deveriam ser lecionadas de forma obrigatória, e que são até mais importantes na preparação para a futura vida adulta do que algumas que são neste momento ensinadas.

Posto isto, proponho a criação de quatro novas disciplinas com o objetivo de formar adultos mais conhecedores, competentes e capazes de compreender como funcionamos enquanto indivíduos e sociedade:

  • Espírito Crítico – O que é um indivíduo sem capacidade de pôr em questão aquilo que o rodeia? Se não aprendermos a questionar além do que nos é dito, que capacidade de evolução teremos? Para além disso, a forma como, grande parte das vezes, as disciplinas são lecionadas, incita pouco ao espírito crítico, pois as matérias são, com bastante frequência, dadas de forma dogmática e fechada.
  • Educação Financeira – Se não percebermos o dinheiro (a sua origem, o que ele realmente representa e como é criado), e não soubermos criar riqueza e geri-la, como é que podemos aspirar a prosperar no futuro? Em matéria de fiscalidade, por exemplo, uma altíssima percentagem dos finalistas do ensino secundário, para não dizer todos, não fazem a mais pálida ideia de como devem preencher o seu futuro IRS. No entanto, é algo que terão que fazer mais cedo ou mais tarde.
  • Direito – Enquanto cidadãos abrangidos pela Constituição, é imprescindível que saibamos os nossos direitos e deveres, pelo menos os mais elementares. É o mínimo exigível num estado de direito, conceito cujo significado poucos saberão ao acabar o ensino obrigatório nacional.
  • Política – É o que rege a nossa as nossas vidas. Os políticos têm na sua mão parte do nosso futuro coletivo. São eles que escrevem as leis e que as aprovam. São eles que decidem o que é ou não legalmente permitido fazermos, enquanto cidadãos da República. Infelizmente, grande parte dos adolescentes mal sabe o nome do primeiro-ministro.

Posto isto, enfatizo a necessidade imperiosa de a escola ensinar, primeiramente, o que é útil para a vida futura, e só depois aquilo que é supérfluo! Não é aceitável que o – primário, básico e secundário – seja igual ao que era há 100 anos atrás. Simplesmente não faz sentido. A sociedade evoluiu astronomicamente e o ensino tem que evoluir com ela.



/* Button Night Mode*/ .btn-nightmode{position:fixed;float:left;z-index:99;bottom:20px;left:20px;font-size:15px;padding:10px;border-radius:50%;background:#00A3FE;text-align:center} .btn-nightmode svg{width:24px;height:24px;vertical-align: -5px;background-repeat: no-repeat !important;content: ''} .btn-nightmode svg path{fill:#fff} .check {display: none} .btn-nightmode .iconmode .openmode{display:block} .btn-nightmode .iconmode .closemode{display:none} .btn-nightmode .check:checked ~ .iconmode .openmode{display:none} .btn-nightmode .check:checked ~ .iconmode .closemode{display:block} /* Night Mode */ .Night{background:#202124;color:rgba(255,255,255,.9)} .Night blockquote,.Night kbd{background:#17181a;color:rgba(255,255,255,.9)}

André

Entusiasta pela área da educação, podemos dizer que é uma paixão. No futuro pretendo ser professor, mais precisamente da disciplina de história. facebook blogger

Enviar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Formulário de Contacto